prevenção de incapacidades para pacientes com hanseníase

Quando a doença afeta os nervos, o paciente pode desenvolver incapacidades físicas evoluindo para deformidades que causam limitações na vida social, diminuição da capacidade de trabalho e distúrbios psicológicos.

A fisioterapia é uma ferramenta importante para controlar a evolução dessas lesões permitindo a prevenção das incapacidades impostas pela hanseníase. A hanseníase afeta a parte motora do paciente. Com o tempo ele vai apresentar atrofias que não serão mais revertidas e ainda devido à falta de sensibilidade, o paciente vai fatalmente acabar esbarrando e machucando esse membro até que ele acaba sendo perdido.

As sessões de fisioterapia fazem parte do protocolo de tratamento e são oferecidas gratuitamente juntamente com a medicação. O fisioterapeuta da rede desenvolve uma avaliação minuciosa que consiste da realização de testes, como: a quantificação do grau de perda sensitiva; teste de sensibilidade e força muscular das mãos e pés e palpação de nervos periféricos.

As sessões de fisioterapia são realizadas na Fundação Pró-Hansen, através de convênio de cooperação técnica com a Secretaria Municipal de Saúde. O tempo de tratamento e o número de sessões variam conforme resposta do paciente, havendo ainda aqueles que mesmo após receberem alta medicamentosa permanecem com as sessões.

Os exercícios e técnicas utilizadas durante as sessões afetam diretamente na qualidade de vida dos portadores, melhorando-a muito.

gallery/prevenção incapacidades

Paciente em fisioterapia

Prevenção de incapacidades

A prevenção de incapacidades é uma atividade que se inicia com o diagnóstico precoce, tratamento com PQT, exame dos contatos e BCG, identificação e tratamento adequado das reações e neurites e a orientação de autocuidado, bem como dar apoio emocional e social.

A Prevenção de Incapacidades se faz necessário em alguns casos após a alta de PQT (reações, neurites e deformidades em olhos, mãos e pés).

A avaliação neurológica, classificação do grau de incapacidade, aplicação de técnicas de prevenção e a orientação para o autocuidado são procedimentos que precisam ser realizados nas unidades de saúde.

Estas medidas são necessárias para evitar sequelas, tais como: úlceras, perda da força muscular e deformidades (mãos em garra, pé caído, lagoftalmo).

Recomenda-se o encaminhamento às unidades de referencia os casos que não puderem ser resolvidas nas unidades básicas.

Como proceder em casos que requerem reabilitação?

Nos casos que já existem deformidades físicas, faz parte do tratamento das mesmas o autocuidado, a cirurgia e exercícios pré e pós-operatórios. Além da indicação de prótese e órteses. O objetivo é favorecer uma melhor qualidade de vida das pessoas atingida pela hanseníase.